sexta-feira, 30 de junho de 2017

Carne não tem. Pode ser ovo?




Oportunizar vivências de novas situações de aprendizagens:

- Participação ativa da criança em todas as experiências de aprendizagens destinadas a encorajar o uso de todos os sentidos, incluindo o movimento;
- Reestruturar o conhecimento existente e de transferir habilidades e conhecimentos inerentes para novas situações problemas, a fim de encontrar soluções;
- Oportunidades de descoberta e criatividade pessoal apoiadas pelos adultos, levando a aprendizagem da independência do pensamento e da ação;
- Interação com outras crianças e adultos, por meio da qual possa aprender uma variedade de habilidades e valores sociais.

Professora: Cristina Momoli


REFERÊNCIAS


MOYLES, Janet R.; Tradução Maria Adriana Veronese. Só brincar? O papel do brincar na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2002



O que a criança aprende enquanto brinca na Educação Infantil?

BRINCAR







Proporcionar situações de brincadeiras livres e dirigidas que tentem atender às necessidades de aprendizagem das crianças:

- de praticar, escolher, perseverar, imitar, imaginar, dominar, adquirir competência e confiança;
- de adquirir novos conhecimentos, habilidades, pensamentos e entendimentos coerentes e lógicos;
- de criar, observar, experimentar, movimentar-se, cooperar, sentir, pensar, memorizar, lembrar;
- de comunicar, questionar, interagir com os outros e ser parte de uma experiência social mais ampla em que a flexibilidade, a tolerância e a autodisciplina são vitais;
- de conhecer e valorizar a si mesmo e as próprias forças, e entender as limitações pessoais;
- de ser ativo dentro de um ambiente seguro que encoraje e consolide o desenvolvimento de normas e valores sociais.


Professora: Cristina Momoli

REFERÊNCIAS

MOYLES, Janet R.; Tradução Maria Adriana Veronese. Só brincar? O papel do brincar na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2002

quarta-feira, 14 de junho de 2017

MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Desenvolver conceitos e noçõesmatemáticas.

- Leitura: A ÁRVORE DAS ESTAÇÕES QUE VÊM E VÃO DE BRITTA TECKENTRUP

- Roda de conversa sobre as características das árvores em cada estação. Vocês já observaram as árvores que tem na nossa escola? Que árvore tem? Como elas são? Tem alguma que dá frutos? Como são os frutos? Grande/pequeno, leve/pesado, que cor? Como é a casca? As árvores são grosso-fina, alta/baixa? E como são as folhas larga/estreita, igual/diferente. “Manga, pinha e jaca”.

Coleta de materiais:

- Propor um passeio pelo pátio para observar e perceber semelhanças e diferenças, estabelecer relações, verbalizar, solucionar problemas e fazer reflexões sobre: Grande/pequeno, maior/menor, grosso/fino, curto/comprido, alto/baixo, largo/estreito, perto/longe, leve/pesado, vazio/cheio.

- E para finalizar a experiência colar os materiais coletados e explorados em papel pardo. Manipular e comparar diversas texturas. 


  "O conhecimento matemático não se constitui num conjunto de fatos a serem memorizados. Aprender números é mais do que contar, muito embora a contagem seja importante para a compreensão do conceito de número. As noções matemáticas que as crianças aprendem na educação infantil serão de grande importância em toda a sua vida escolar e cotidiana." 



REFERÊNCIAS

SMOLE, Kátia Stocco; CÂNDIDO, Patrícia; DINIZ, Maria Ignez. Brincadeiras infantis nas aulas de matemática. Porto alegre: Artmed, 2000. )

Professora: Cristina Momoli

sexta-feira, 9 de junho de 2017

PIOLHO

PIOLHO NEM PENSAR! 


PIOLHO, PIOLHO NÃO FAZ ASSIM COMIGO... PIOLHO, PIOLHO NÃO QUERO SER O SEU AMIGO.
VALORIZAR E INCENTIVAR ATITUDES RELACIONADAS À HIGIENE.
Professora Cristina Momoli









VIVÊNCIAS NO PRÉ III Prof.ª Cristina Momoli: BAMBOLÊ

VIVÊNCIAS NO PRÉ III Prof.ª Cristina Momoli: BAMBOLÊ

BAMBOLÊ


Vamos brincar de rodar o bambolê na cintura?






Estimular o raciocínio e desenvolver as habilidades como o equilíbrio, ritmo, coordenação motora e condicionamento físico. 


Professora: Cristina Momoli.


MÚSICA: MEU AMIGO